Waldo Villani Júnior

Engenheiro Civil e Segurança do Trabalho

Formação Acadêmica

- Graduação em Engenharia Civil pela Faculdade de Engenharia da Fundação Educacional de Bauru/SP (atual UNESP Bauru), 1980;
- Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Faculdade de Engenharia da Fundação Educacional de Bauru/SP, 1981;
- Pós-Graduação em Administração de Empresas pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas, São Paulo/SP, 1981;
- Pós-Graduação em Engenharia Civil com especialidade em Construções Industriais pelo Instituto Alberto Camargo de Mesquita, da Universidade São Judas Tadeu, São Paulo/SP, 1988;
- Especialista em Modelagem Matemática de Redes de Água e Esgoto, Haestad Methods Inc, CT, USA, 2003

Certificado profissional ou membro em associação professional

- CREA – Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - São Paulo
- ASSEMAE - Associação Nacional dos Serviços Municipais de Água e Esgoto

Carreira Profissional

- Sócio da Vigea - Villani - Gerenciamento, Engenharia e Assessoria Ltda. (1984 a presente) São José do Rio Preto/ SP;
- Consultor de Saneamento Básico da Fundação Ezute (2019 a presente);
- Diretor Técnico do DAERP - Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto (2017-2017) Ribeirão Preto /SP;
- Consultor de Engenharia, Brocanelli Projetos e Construções Ltda. (2015 – Presente) São José do Rio Preto/SP;
- Consultor Especialista em Gestão e Operação de Sistemas Públicos de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário, UPC- Universitat Politècnica de Catalunya – Barcelona Tech (2016-2017) Barcelona, Espanha;
- Sócio, Santore Zwiter Engenheiros Associados Ltda. (2015 – 2017) São Paulo/SP;
- Assessor de Gestão Ambiental da Superintendência do SEMAE - Serviço Municipal Autônomo de Água e Esgoto de São José do Rio Preto. (2002 até 2015);
- Gerente de Planejamento Projetos e Obras do SEMAE - Serviço Municipal Autônomo de Água e Esgoto de São José do Rio Preto, de outubro de 2008 a dezembro de 2008;
- Assessor Técnico da Superintendência do SEMAE - Serviço Municipal Autônomo de Água e Esgoto de São José do Rio Preto, de novembro 2002 a setembro 2008;
- Diretor Técnico: VLG- Engenharia e Consultoria S/C Ltda. (1994 a 2002), São José do Rio Preto/SP;
- Diretor Técnico do IDEM - Instituto de Desenvolvimento Empresarial S/C Ltda. (1997 a 1999), São Paulo/SP;
- Diretor Superintendente Únicos Construtora Ltda. (1993 a 1994), São José do Rio Preto/SP.
- Gerente Geral do Hopase Exposições e Promoções S/C Ltda. (1992 a 1993), São José do Rio Preto/SP.
- Estagiário de Engenharia Civil, Engenheiro Civil, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Chefe de Departamento, Gerente de Contrato de Obras, Gerente Comercial da Hopase Engenharia e Comércio Ltda. (1977 a 1992), São José do Rio Preto/SP.

Docência em Faculdades e Universidades

1. Faculdade de Engenharia de São José do Rio Preto (1985 a 1990), São José do Rio Preto/SP:
- Professor do Curso de Pós-Graduação de Engenharia de Segurança do Trabalho, nas cadeiras de Engenharia de Segurança de Sistemas, Fundamentos de Engenharia de Segurança, Adminis- tração Aplicada, Segurança na Construção Civil e Arranjo Físico.

2. Fundação Educacional de Barretos, Faculdade de Engenharia (1993 a 1994), Barretos/ SP:
- Professor do Curso de Pós-Graduação de Engenharia de Segurança do Trabalho, nas cadeiras de Arranjo Físico e Engenharia de Segurança de Sistemas.

3. UNESP - Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho (1995 a 1996), Unesp Campus de Bauru/SP:
- Professor da Graduação de Engenharia Civil, na cadeira de Gerenciamento e Planejamento de Obras.

4. FAMERP - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto -SP (2019 a 2019), São José do Rio Preto/SP:
- Professor do curso de pós graduação em Vigilância Sanitária, nas disciplinas de Ambiente e Saúde; Saneamento Ambiental; Abastecimento de água e coleta, afastamento e tratamento de es- goto.

Idiomas
Inglês: Nível Intermediário
Espanhol: Nível Intermediário
Italiano: Nível Intermediário

Países com experiência de trabalho
Alemanha, França e Espanha.

Realizações Profissionais

1. Saneamento

a) Gerenciamento e implantação de Planos Diretores e Matrizes Tarifárias:

- PDES - Plano Diretor de Esgotamento Sanitário para a cidade com população 600.000 habitantes e vazão de 2400 L/s, em final de plano;
- PDA - Plano Diretor de Águas para a cidade com população 600.000 habitantes e vazão de 2400 L/s, em final de plano;
- PDGE - Plano Diretor de Gestão Estratégica para a cidade com população 600.000 habitantes e vazão de 2.400 L/s, em final de plano;
- PMAE - Plano Municipal de Água e Esgoto, para a cidade com população 600.000 habitantes e vazão de 2.400 L/s em final de plano;
- PMSB - Plano Municipal de Saneamento Básico, composto por: PMAE – Plano Municipal de Água e Esgoto, PMRSU – Plano Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos e PMDU – Plano Municipal de Drenagem Urbana, para cidade com população 700.000 habitantes e vazão de 3000 l/s em final de plano;
- MTAES - Matriz Tarifária de água, esgoto e serviços para a cidade com população de 400.00 a 480.000 habitantes, de 15.800 ligações de água e 172.000 ligações de esgoto.
- MTAES - Matriz Tarifária de água, esgoto e serviços para a cidade com população de 682.802 habitantes, 192.016 ligações de água, 252.642 economias de água, 206.009 ligações de esgoto, 264.304 economias de esgoto, volume de produção de água 2 m³/s, volume de coleta, afastamento e tratamento de esgoto 1,400 L/s.
- ESMAE - Estruturação de Serviços Municipal de Água e Esgoto para a cidade com população de 212.740 habitantes, 68.085 ligações de água, 69.571 economias de água, 47.876 ligações de es- goto, 51.534 economias de esgoto, volume de produção de água 452 L/s, volume de coleta, afastamento e tratamento de esgoto 362 L/s.
- ECP - Estruturação de Concessão Plena para a cidade com população de 44.006 habitantes, 18.018 ligações de água, 18.449 economias de água, 18.018 ligações de esgoto, 18.449 economias de esgoto, volume de produção de água 151 L/s, volume de coleta, afastamento e tratamento de esgoto 132,9 L/s.

b) Gerenciamento, estudos de viabilidade técnico-econômico e execução de projetos:

- Gerenciamento, estudo de viabilidade, anteprojeto e projeto básico de: a) adutora de água Ø 250 mm, extensão de 1.430 m, em ferro fundido (FoFo), com vazão de 49 l/s; b) adutora de água Ø 150 mm, extensão de 800 m, em PVC, com vazão de 18 l/s.
- Gerenciamento, estudo de viabilidade, simulação matemática de rede, anteprojeto e projeto básico de setorização do sistema de reservação e distribuição: a) setor com 870 ligações de água e vazão de 10,5 l/s; b) setor com 14.250 ligações de água e vazão de 165 l/s; c) setor com 4.250 ligações de água e vazão de 51,65 l/s.
- Gerenciamento, estudo de viabilidade, simulação matemática de rede, anteprojeto, projeto básico e executivo de sistema de reservação, tratamento, distribuição e infiltração em solo de água de reuso com vazão de vazão de 42 L/s;
- Gerenciamento, estudo de viabilidade, anteprojeto, projeto básico e executivo de macro interceptor de esgoto Ø 400 a 2000 mm, extensão de 68,4 km, em tubos de concreto PB EA2 e EA3, para 6 bacias de esgotamento, com vazão de 1.650 l/s, para o SeMAE – SJRP;
- Gerenciamento, estudo de viabilidade, coordenação de projeto básico e executivo para implantação de ETE – Estação de Tratamento de Esgoto Sanitário, com vazão média de 1005 l/s.
Gerenciamento, estudo de viabilidade e coordenação de projeto básico de URE – Unidade de Recuperação, e cogeração de energia elétrica com rejeitos da digestão anaeróbia de esgoto, resíduos sólidos (lodo) e resíduos da poda e supressão de árvores urbanas com capacidade de geração de 3 MWh, com motores de ciclo OTTO e Caldeira a vapor, turbo gerador e secador termo solar de lodo.
- Execução de 23 (vinte três) projetos hidro sanitário, águas pluviais, sistema de prevenção e combate incêndios para: a) residências; b) conjuntos residenciais; c) edifícios (residenciais e comerciais de 3 a 20 pavimentos); d) galpões industriais, com área total construída total de 129.517 m2.
- Execução de 7 (sete) projetos de sistema de captação, tratamento, reuso ou disposição de águas residuárias e resíduos sólidos para: a) indústria de equipamentos elétricos (tratamento físico químico e eletrólise -1 l/s); b) lavanderia industrial (tratamento físico químico, seguido de reator de lodos ativados por batelada - 5 L/s); c) garagem e oficina de empresa de ônibus de transportes urbano (tratamento físico químico seguido de tanque de aeração - 15 L/s); d) graxaria e matadouros (reator anaeróbio seguido de lagoas aerada e lagoas de polimento - 13 L/s e 25 L/s), e) Esgoto domiciliar urbano (reator anaeróbio seguido de lagoas aerada - 14 L/s); f) industrial de processamento de borracha natural (reator anaeróbio, lagoa aerada e lagoa de polimento - 7 L/s).
- Execução de 3 (três) projetos de sistema de captação, tratamento e oxidação de gases odoríferos para: a) graxaria (condensador casco/tubo e pós queimador a gás com temperatura de 850º C - 20 L/s e 100 L/s) e b) indústria de beneficiamento de borracha natural (lavagem de gases - 10 L/s).

c) Execução, fiscalização e gerenciamento de obras:

- Execução de 30 Reservatórios elevados, com capacidade de 60 a 1.300 m3 totalizando 5.710 m3, pelo sistema de formas metálicas trepantes, em concreto armado.
- Fiscalização da execução de 5 Reservatórios semienterrados, com capacidade de 750 a 2.500 m3, totalizando 7.750 m3, pelo sistema de formas metálicas trepantes, em concreto armado.
- Fiscalização de reforma de: a) ETE – Estação de tratamento de esgotos com capacidade de tratamento de 40 L/s; b) ETA – Estação de Tratamento de Água, com capacidade de 450 L/s; c) reforma e adequação de 4 sistemas de bombeamento e poço profundo no aquífero Guarani, com capacidade unitária de 55 L/s; d) reforma e adequação do sifão sob o Córrego, com capacidade de 85 L/s; e) recuperação do canal do Córrego, com capacidade de 155 L/s; f) recuperação do interceptor de esgoto, diâmetro de Ø 1200 mm, com capacidade de 85 L/s.
- Gerenciamento de obras de implantação e pré-operação de macro sistema de coleta, afastamento e tratamento de esgotos composto por: a) interceptores com diâmetro de Ø 400 a 2000 mm, extensão de 68,4 km, em tubos de concreto PB EA2 e EA3, b) EEE
– Estação elevatória de Esgoto Bruto com vazão de 2.100 l/s, potência instalada de 1.200 CV e altura manométrica de 36 mca; c) ETE – Estação de tratamento de esgoto com reatores UASB, seguido de lodos ativados convencional e pós tratamento e desinfecção com clorogás, com vazão média de 1.005 l/s.
- Gerenciamento de obras de conservação e manutenção de redes de água com 158.000 ligações e vazão de 1850 l/s; e redes de esgotos com 172.000 ligações e vazão de 1.655 L/s.

Construção Civil

a) Execução de projetos, estudos de viabilidade técnico-econômico e Gerenciamento de obras:

- Execução de projeto, estudo de viabilidade técnico-econômica e gerenciamento de obras: a) reforço de fundações e recuperação de estrutura de concreto armado de residência, com 340 m2; b) recuperação de estrutura de concreto armado e fachadas de 10 edifícios residenciais, com área total de 29.650 m2; c) sistemas impermeabilização de 40 reservatórios cilíndricos, em estrutura de concreto armado, pelo sistema de cimento cristalizante e semiflexível com resinas acrílicas, com 30.322 m2 de área impermeabilizada; d) impermeabilização com manta asfáltica de 9 edifícios residenciais, com área total impermeabilizada de 5.340 m2.

b) Execução, fiscalização e gerenciamento de obras:

- Execução de:
a) 4 conjuntos residenciais, com total de 652 apartamentos, distribuídos em 41 blocos de 4 pavimentos de 16 apartamentos cada, com área total construída de 37.670 m2;
b) 5 edifícios residenciais de 10, 12 e 15 pavimentos, com total de 97 apartamentos e área total construída de 32.128 m2;
c) 2 conjuntos habitacionais com total de 130 casas de padrão popular, com 6190 m2 de área total construída;
d) 1 conjunto residencial de lazer, com 20 apartamentos de 64 m2 cada, implantados em uma área de 19.000,00 m2 e área total construída de 2464,00 m2;
e) 4 (quatro) edifícios escolares de 2 a 4 pavimentos, com área total de 20.410 m2;
f) 1 (um) edifício comercial composto de deposito, área de administrativa e pátio de serviços com área total construída de 12.280 m2;
g) 1 (um) edifício de 2 pavimentos de escritório, com total de construção de 2964 m2,
h) 2 (dois) escolas técnicas, com total de 13.155 m2;
i) 2 (dois) edifícios comerciais com 3 pavimentos, para lojas de varejo, com área total de 6900 m2;
j) 1 clinica com 6 consultórios, com área total construída de 586 m2,
k) hospital para 250 leitos, com área total construída de 6.755 m2;
l) hospital para 60 leitos, com área total construída de 1.980 m2;
m) 2 shopping centers, com área total construída de 45.500 m2.

Perícias e avaliações

- Execução de 25 laudos periciais para diagnóstico e determinação do estado de conservação, funcionalidade e segurança da estrutural de edifícios residenciais, área total construída de 134.368 m2.
- Execução de 3 (três) laudos periciais em instalações hidro sanitárias, redes de hidrantes e instalações de GLP para diagnóstico de funcionamento, determinação de estado de conservação e identificação de possíveis dados e desconformidades em um conjunto de edifícios residenciais, com área total construída de 19.145 m2.
- Execução de 210 laudos periciais para determinação de valores para desapropriação amigável de áreas para implantação do macro interceptor de esgoto, EEEB – Estação Elevatória de Esgoto Bruto e ETE – Estação de Tratamento de Esgoto, com área total de 1.457.900 m2.
- Execução de 4 (quatro) laudos periciais para avaliação de imóveis comerciais e determinação de valores de locatício mensal, com área total construída de 16.225 m2.

Consultoria empresarial

- Elaboração e implantação de sistema de Governança Corporativa para Sociedade de Economia Mista prestadora de serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário de cidade com 212.740 habitantes, 68.085 ligações de água, 69.571 economias de água, 47.876 ligações de es- goto, 51.534 economias de esgoto, volume de produção de água 452 L/s, volume de coleta, afastamento e tratamento de esgoto 362 L/s, seguindo as diretrizes da Lei das Sociedades Anônimas e Lei 13.303/2016.
- Elaboração de Plano de Cargo, Carreira e Salário para Sociedade de Economia Mista prestadora de serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário de cidade com 212.740 habitantes e 68.085 ligações de água e 69.571 ligações de esgoto.
- Implantação de sistemas de gestão integrada, controle de custos, gestão de processos industriais, estudos de viabilidade econômica para novos produtos; análise estruturada e informatização de processos produtivos, estudos de layout de fábrica e reestruturação de equipes técnicas administrativas para duas fabricas de pré-moldados de concreto armado e uma fábrica de embalagens plásticas.
- Implantação de sistemas de gestão integrada, controle de custos, estudos de viabilidade econômica para novos produtos/obras e análise estruturada de processos produtivos, adequação da equipe técnica e administrativa para 5 (cinco) construtoras.
- Estudos de mercado, análise de fluxo de clientes, analise e adequação do Tenant Mix, dimensiona- mento e reestruturação das equipes de administração, revisão e alteração do “modus operandi” comercial, revisão e implantação de Regulamento Interno, e implantação de escritura declaratória das regras de funcionamento para 3 (três) shopping de varejo.

Associativismo

- Criação, estruturação, e implantação de 7 (sete) redes de varejo (São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Espírito Santo, Bahia, Ceará, e Rio Grande do Sul), com 427 lojas, nos ramos de materiais de construção (44); farmácia (290); cine foto (43); calçados e confecções (25) e supermercados (25).

Cursos e palestras proferidas

a) Cursos

- Curso de Fundamentos de Higiene do Trabalho, 6 horas, SENAC - Cedep - Paiva Meira, São José do Rio Preto/SP (1982);

- Curso de Planejamento Estratégico, 10 horas: Associação Independentes de Calçados e Confecções da Bahia, Salvador/BA, 1997; Rede ALL Photo, Rio de Janeiro/RJ, 1997; Rede Construvip, Piracicaba/SP, 1997; Rede Farmanossa, Fortaleza/CE, 1997; Rede 2000, Goiânia/GO, 1997; Rede Agafarma, Porto AlegreRS, 1997; Redelar Supermercados, Porto Alegre/RG,1998;

- Curso de Relacionamento Com Clientes, 10 horas, Associação Independentes de Calçados e Confecções da Bahia, Salvador/BA, 1997; Rede ALL Photo, Rio de Janeiro/RJ, 1997; Rede Construvip, Piracicaba/SP, 1997; Rede Farmanossa, Fortaleza/CE, 1997; Rede 2000, Goiânia/GO; 1997; Rede Agafarma, Porto Alegre/RS, 1997; Redelar Supermercados, Porto Alegre/RG, 1998.

Palestras

- Analise de Acidentes na Construção Civil, I SIPAT- Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho, Hopase Engenharia Comércio Ltda., São José do Rio Preto/SP, 1983; II SIPAT- Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho, SESI - Serviço Social da Indústria, São José do Rio Preto/SP, 1984;

- Risco em Instalações Elétricas, Curso de Prevenção de Acidentes na Construção Civil, SESI - Serviço Social da Indústria, São José do Rio Preto/SP, 1984;

- Inspeção da Segurança, Curso de Prevenção de Acidentes na Construção Civil, SESI - Serviço Social da Indústria, São José do Rio Preto/SP, 1984;

- Risco em Eletricidade, Curso de Prevenção de Acidentes Para Agente de Mestria, SESI - Serviço Social da Indústria, São José do Rio Preto/SP, 1984;

- Análise de Acidentes na Construção Civil; I Seminário de Segurança e Medicina do Trabalho, Faculdade de Engenharia de São José do Rio Preto/SP, 1985;

- Análise de Acidentes na Construção Civil; Simpósio Internacional de Segurança do Trabalho, Unicamp, Campinas/SP, 1987;

- Encargos Sociais na construção Civil após a Constituição de 1988, Sociedade de Engenharia de Fernandópolis/SP, 1989;

- Planejamento e Controle de Custos em Obras – Utilização da microinformática, XII Fenacom, Feira Nacional da Computação, São Paulo/SP, 1992;

- Aliança Estratégica entre varejistas e Indústria, Redelar Supermercados, Porto Alegre, RS, 1998; Rede Agafarma, Porto Alegre/RS, 1998;

- Associativismo Empresarial, a nova forma de sobrevivência, Rede Construvip, Piracicaba, SP, 1998; Rede Agafarma, Porto Alegre/RS, 1998;

- Sistema Gerenciador de Negócios, Rede Agafarma, Porto Alegre/RS, 1998;

- Manutenção e recuperação e obras - alternativas viáveis, Faculdade Engenharia de São José do Rio Preto/SP, 2000;

- Sistemas de prevenção de patologias em obras de construção e reformas, SeMAE – SJRP, São José do Rio Preto/SP, 2002;

- Manutenção e recuperação e obras - alternativas viáveis, Unesp Bauru - Faculdade Engenharia Civil, Bauru/SP, 2003;

- Sistemas de afastamento coleta e tratamento de esgotos, Sociedade dos Engenheiros SJRP, São José do Rio Preto/SP, 2004; AESABESP Lins/SP, 2005; COMITE DE BACIAS TURVO GRANDE, São José do Rio Preto/SP, 2006; SENAC - Curso de Gestão Ambiental, São José do Rio Preto/SP, 2007;

- Gestão de sistemas de saneamento para a cidade de São José do Rio Preto, Faculdade De Engenharia e Arquitetura D. Pedro II, São José do Rio Preto/SP, 2008;

- Cogeração de energia a partir de biogás e do lodo proveniente de reatores anaeróbios da ETE Rio Preto, 6Th World Water Forum, Marselle, França, 2012;

- Pós-tratamento de lodo de UASB, desidratado em Centrífugas, Encontro Técnico Ibero Americano de Alto Nível, Cetesb, Palestra: São Paulo/SP, 2012;

- Cogeração de energia com biogás de ETE, Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH/MCidades/SANEPAR, Curitiba/PR, 2013;

- Secador Solar de lodo de ETE, 24° Congresso Nacional de Saneamento e Meio Ambiente, 24ª Fenasan - Feira Nacional de Saneamento e Meio Ambiente, São Paulo/SP, 2013;

- Gestão energética de ETE, um novo Paradigma, Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH/MCidades, Brasília/DF, 2013;

- Gestão energética de ETE, um novo Paradigma, Faculdade de Engenharia e Arquitetura D. Pedro II, Semana de Engenharia, São José do Rio Preto/SP, 2013;

- Gestão energética de ETE, um novo Paradigma, 44ª Assembleia Nacional e Exposição de Expe- riências Municipais, Assemae –Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento, Uberlândia/MG, 2014.

- Saneamento Básico no Brasil, Rotary Club São José do Rio Preto, São José do Rio Preto/SP, 2015.

- Gestão de sistemas de saneamento básico, um novo Paradigma, Faculdade de Engenharia e Arquitetura D. Pedro II, Semana de Gestão Municipal, São José do Rio Preto/SP- 2016;

- Saneamento Básico no Brasil: Histórico de implantação, situação atual e perspectivas para o futuro, UNIRP - Centro Universitário de Rio Preto, Semana de Arquitetura, São José do Rio Preto/SP, 2016.

- Saneamento Básico no Brasil: Histórico de implantação e situação atual, Rotary Club Ribeirão Preto, Ribeirão Preto/SP, 2017.

- Saneamento Básico no Brasil: Um novo paradigma de gestão, Universidade Anhanguera, Semana de Engenharia, Ribeirão Preto/SP, 2017.

- Governança Corporativa, 48ª Assembleia Nacional e Exposição de Experiências Municipais, Assemae –Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento, Fortaleza/CE, 2018.

- Geração de Energia Elétrica a Partir de Resíduos da Digestão Anaeróbica de Esgotos, 48ª Assembleia Nacional e Exposição de Experiências Municipais, Assemae –Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento, Fortaleza/CE, 2018.

- Gestão Comercial: Faturamento e Arrecadação, 49ª Assembleia Nacional e Exposição de Experiências Municipais, Assemae – Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento, Cuiabá/MT, 2019.

Publicações

- Governança dos serviços municipais de Água e Esgoto: Uma visão Estruturada para o Século XXI – Brasília/DF, ASSEMAE, 2018; Acesse: Livro Waldo - A Governança nos serviços municipais de água e esgoto - Tomo I 2018

- Guia Técnico de Aproveitamento Energético de Biogás em Estações de tratamento de Esgoto, Brasil, Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental. Probiogás, Bruno Silveira (et al) – Brasília/DF - Ministério das Cidades, 2015;

- Cogeração de Energia a Partir de Biogás e do Lodo Proveniente de Reatores Anaeróbios da ETE Rio Preto, 6th World Water Forum, Marselha, França, 2014, disponível em http://www.assemae.org.br/institucional/boas-praticas/boasprticas/3

- Gerenciamento de Manutenção Eletromecânica Baseada em Práticas de Gerenciamento de Projetos PMI, Takahashi R., Villani Jr W, Dodi PRP- Assemae, Uberlândia/MG, 2014, disponível em http://www.xviiiexposicaodeexperienciasmunicipais.com.br

- Secagem Solar de Lodo Anaeróbio Desaguado, Miceli R, Villani Jr W, Dodi P.R.P., Assemae, Uberlândia/MG, 2014, disponível em http://www.assemae.org.br/institucional/boas-praticas/boasprti-cas/3

Últimas Notícias

20/09/2021

Abastecimento é interrompido no Derby Club para reparo nesta segunda (20)

Por volta das 15h de hoje, o SAAE Barretos deve retornar o abastecimento de água na região do…

continue lendo

15/09/2021

SAAE recebe autorização para a construção de 4 novos poços de captação de água em Barretos

Captação do Pitangueiras “Declaração de viabilidade se une à outorga de captação do Rio Pardo” O superintendente do…

continue lendo

14/09/2021

SAAE Barretos faz reparo na rede de água no bairro Jardim Alvorada na tarde de terça-feira (14)

O SAAEB faz, nesta tarde de terça-feira (14), um reparo na rede de água na avenida 47 no…

continue lendo